All posts in Sem categoria

regras-terno-26

ternobarato

Quando você precisa comprar um terno, a loja de departamento mais próxima da sua casa pode parecer a melhor opção – ou, pelo menos, a mais prática. Lá, você vai encontrar ternos baratos e surpreendentemente bonitos.

Porém, apesar da maioria dos ternos de má qualidade parece incrível no manequim e até veste bem no provador, o problema surge com o passar do tempo: ele perde a forma depois de alguns meses.

Investir em um terno de boa qualidade é bem melhor para o seu bolso do que precisar comprar vários ternos em sequência.

Além do caimento de qualidade favorecer o seu corpo, um bom terno vai te deixar mais confiante e seguro – a ciência já provou que a qualidade da roupa que você veste influencia diretamente a sua auto-confiança. Mas você não sabe como identificar um terno de má qualidade? Temos algumas dicas!

 

  • SINTA E EXAMINE O TECIDO

 

ternobarato2

 

Normalmente, os ternos de boa qualidade são compostos de 100% de lã. A razão é simples: lã é um tecido firme que deixa sua pele respirar.

Além disso, ela é versátil e ideal para manter seu corpo quente mesmo quando o dia está frio. Então, a primeira coisa que você deve fazer ao experimentar um terno é checar o tecido.

Tecidos mais baratos, como microfibra e poliéster, não valem a pena porque, além de não proporcionarem os benefícios acima, ainda causam aquela péssima impressão visual de “terno de plástico” porque o material reflete bastante a luz do ambiente. Porém, nem toda lã é igual. São mais de 200 tipos de lã e a qualidade vai depender vários fatores, entre eles, a raça das ovelhas, a contagem da linha e a confecção da própria lã.

Quando for escolher seu terno, procure por uma lã virgem ou crua (a lã reciclada não é tão forte) e tenha certeza que o material é 100% puro, e não uma mistura de lã com outros materiais, como poliéster. Ternos que não são puramente de um só tecido (no caso, a lã) costumam causar uma coceira bem chata e também arranhar a pele. Então, é bom garantir que você vai estar confortável. Além de garantir a qualidade do tecido, é bom checar se o toque é macio e se não há fios soltos no terno.

Lã de baixa qualidade costuma soltar pequenas bolinhas de tecido e isso é um mal sinal.

  • OLHOS DE ÁGUIA: CONTAGEM DE FIOS E PESO DA LÃ

 

ternobarato3

 

Ler o rótulo com as principais informações do tecido e da confecção (e pesquisar na internet qualquer dúvida sobre essas especificações) vai te fazer economizar uma boa grana na hora de escolher seu terno. Afinal, já falamos que o barato, muitas vezes, sai caro.

Para entender como funciona a contagem de fios, entenda que essa métrica é alcançada pelo número de fios por polegada quadrada de tecido (vamos usar a polegada como medida, mas você pode fazer a conversão para milímetros: 1 polegada = 45,4mm).

O tecido é considerado “super” quando a contagem dos fios é acima de 100. O recomendado entre os especialistas é usar um terno fio 110 ou 150 – esse é a maior garantia que você vai vestir algo de extrema qualidade e ficar extremamente confortável.

O peso da lã também é outro fator importante: não existe peso bom ou ruim, mas se você vive em uma cidade mais quente (no nordeste do Brasil, por exemplo) o ideal é uma lã fria. De preferência, uma super 120.

 

  • ATENÇÃO NA COSTURA

 

ternobarato4

 

 

Você não precisa ser um alfaiate profissional para perceber uma costura mal feita. Os ternos de maior qualidade têm uma costura mais apertada – os pontos são mais próximos e, por isso, mais firmes.

Para entender a qualidade da costura, puxe-a com delicadeza e, se você ver um monte de espaço entre os pontos, provavelmente ela foi mal feita.

Então, preste atenção nas costuras que não são planas, costuras que parecem ter sido refeitas, fios soltos e visíveis e, se você estiver experimentando um terno com textura ou estampa, veja se todos os pontos estão alinhados.

Por último, preste atenção no ombros: a costura ali deve ser imperceptível.

  • CHEQUE OS BURACOS DOS BOTÕES

 

ternobarato5

 

Pode parecer algo pouco importante, mas pense com a gente: se você vai usar o terno por muito tempo, em algum momento os botões vão estar desabotoados. Na verdade, regras de estilo dizem que alguns botões nunca devem ser abotoados. Então, reparar nesse detalhe é muito importante.

Os ternos de excelente qualidade, como aqueles feitos sob medida, tem botoeiras elegantes costuradas à mão. Você provavelmente não vai encontrar algo assim nas lojas de departamento ou até mesmo em lojas especializadas, mas, então, tente ao menos comprar um terno cujos buracos para os botões tenham bordas desgastadas, costura frágil ou fios soltos.

Aliás, também é importante garantir que os botões estão presos e bem costurados e alinhados!

 

  • OUÇA SEU INSTINTO

 

ternobarato6

 

Sempre que você comprar um terno em uma loja, mesmo que você tenha ajustado as medidas com algum profissional, é importante ter certeza de que fez uma boa compra. Um terno de boa qualidade vai vestir perfeitamente e o caimento vai ser incrível – principalmente depois que você ajustar as medidas.

Você deve se olhar no espelho e se achar elegante e confortável, não pode se sentir preso ou apertado dentro da roupa.

Se o tecido parecer fraco ou esticado, ou se você não se sentir completamente confortável dentro dele, não compre.

Não se sinta pressionado por causa do vendedor, simplesmente não compre. Até o terno mais caro do mundo vai parecer barato se não cair bem no seu corpo.

Quer a melhor aparência? Então, não gaste dinheiro com algo só por ser de uma marca cara, invista em um alfaiate ou costureira que vai moldar o terno no seu corpo.

A melhor opção é costurar um terno do zero e criá-lo sob medida para você mas, se isso for muito caro ou se você não tiver tempo, leve um terno com um tecido de qualidade para o alfaiate e ajuste as medidas no seu corpo.

 

 

Fonte: MHM

 

13901354_1357870294241711_1769566831223009175_n

A camisa polo gera bastante conflito entre os homens: há quem ache uma roupa sem graça e típica de caras mais quadrados, e há quem considere o modelo estiloso e ideal para equilibrar conforto e elegância.

Porém, independente da sua opinião sobre a peça, todo homem deveria ter pelo menos uma camisa polo no armário para dias mais casuais no trabalho ou para combinações inusitadas com outras peças de roupa.

Para entender por que estamos falando isso, vale conhecer a história dessa peça: ela surgiu em meados de 1926, quando o tenista René Lacoste resolveu adaptar a vestimenta tradicional dos jogadores.

Na época, eles usavam uma camisa de mangas compridas com colarinho duro e gravata. Em uma partida de tênis, Lacoste surgiu com um pulôver de mangas curtas de algodão branco e colarinho. Depois, é claro, a peça fez bastante sucesso entre os tenistas e se espalhou pelo mundo.

Selecionamos algumas sugestões de como usar sua camisa polo no escritório e nos momentos mais casuais.

 

  • PARA O ESCRITÓRIO

 

combinacoespolo

 

Em dias casuais no escritório – ou em ambientes de trabalho cuja liberdade de vestuário é mais ampla – você pode (e deve) vestir uma camisa polo para manter o ar profissional sem perder o conforto. Já explicamos que você precisa ficar atento ao comprimento das mangas e ao caimento dos ombros para não ficar com aquele aspecto de bombado de academia. Errar nisso, ainda mais no escritório, vai causar o efeito contrário e te proporcionar uma imagem equivocada.

A camisa polo combina com todos os tipos de calça mas, para trabalhar, nossa sugestão é que você escolha tecidos mais nobres.

 

  • POLO BRANCA

 

polo3

 

A camisa polo branca é mais clássica e fácil de combinar. Para fazer um estilo mais minimalista, arrisque em um jeans escuro. O contraste do preto com o branco vai te fazer parecer bem mais elegante e, para evitar aquela imagem negativa que já falamos anteriormente, evite peças com frases escritas na parte de trás.

Você reparou que em nenhum dos exemplos acima a camisa ficou por dentro da calça? Essa dica é para quem quer parecer mais despojado em vez de reforçar a imagem de “homem do subúrbio” que a camisa proporciona.

 

  • ESTAMPAS

 

polo4

 

Existem vários exemplos de camisa polo com estampas elegantes e divertidas. Você pode optar por modelos básicos que fogem da imagem cafona de logotipos gigantescos e frases em inglês.

Para não errar, opte por listras e por uma combinação de cores em desenhos geométricos e fuja das peças com números enormes na manga. Esses modelos são ideais para combinar com bermudas jeans ou de sarja.

 

  • MODERNO

 

polo6

 

Apesar da camisa polo ser um modelo clássico, da para criar uma imagem mais moderna com a composição e a escolha certa das peças. Acima, por exemplo, as camisas seguem os tons neutros, mas o design de todas é mais futurista: traços retos e formas geométricas.

Para adaptar ao seu estilo, você pode sobrepor a camisa polo com uma jaqueta de tecido sintético e uma calça escura. Nos pés, tênis ou sapatênis de verniz.

 

  • CONTRASTE DE TONS NEUTROS

 

polo5

 

 

14368900_1394422293919844_4374060490549595013_n

 

Como falamos anteriormente, você pode modernizar o uso clássico da camisa polo na hora de escolher o modelo.

Existem várias opções no mercado com estampas simplistas. Você não precisa e, na verdade, nem deve, se apegar aos tons de creme em peças com design pouco criativo se elas não fizerem o seu estilo.

Você pode ir trabalhar com um visual mais formal sem precisar abrir mão do seu estilo.

 

 

Fonte: MHM




pernasgrossas

A moda, por mais que não pareça, é democrática e sempre existirão modelos de roupa que combinam mais ou menos com certos formatos de corpo.

Quando falamos isso, não estamos dizendo que você, por ser magro ou gordo, não pode usar determinada peça de roupa.

A confiança que você sente ao vestir o que quer é o que te deixa confortável.

Porém, existem peças que podem valorizar as suas partes favoritas do corpo – e também existem dicas que podem te ajudar a ficar mais confortável. Ao experimentar uma calça – principalmente jeans – as pessoas de perna grossa podem encontrar dificuldades em encontrar um modelo que se encaixe perfeitamente em seu corpo.

Muitos produtos são fabricados em padrões específicos e, por isso, a variedade das peças não é tão ampla como a variedade de biótipos.

Para aumentar as chances de encontrar uma calça que vista bem, temos algumas dicas:

  • CONHEÇA UMA COSTUREIRA

 

calcapernagrossa2

Ter uma costureira de confiança é importante sim. Se é difícil encontrar um modelo exato de calça que se encaixa no seu corpo, você pode comprar um número maior e pedir para a costureira ajustar a peça na cintura.

Esse tipo de serviço é rápido e barato e você nunca mais vai ter que deixar de lado aquele modelo de calça que gostou. Mas, antes de levar a peça pra uma costureira, a gente tem outra dica: lave a calça. Principalmente se ela for jeans. Muitas vezes, a peça fica mais larga depois da primeira lavagem e costuma adquirir um caimento melhor.

Então, é importante lavá-la antes de ajustar as medidas na costureira. Afinal, já pensou ajustar todo o jeans para depois da primeira lavem descobrir que vai precisar fazer tudo de novo?

 

  • ABRACE O MODELO STRETCH

 

calcapernagrossa3

 

O jeans stretch normalmente é confeccionado com certa porcentagem de elastano para aumentar a elasticidade da peça.

Muitas calças stretch não são coladas no corpo e, por causa da sua composição, vestem perfeitamente bem: elas se ajustam e se encaixam nas suas curvas sem marcar o seu corpo. Então, esqueça o preconceito com o modelo stretch.

 

  • MELHORES CORTES

 

calcapernagrossa

 

Selecionamos os melhores cortes para as pernas mais grossas.

 

jeans

O primeiro modelo é o stretch jeans. Completamente diferente do que você tinha em mente, certo? O conforto desse tipo de peça é impressionante e, por causa da porcentagem de elastano na composição, você vai achar que está usando uma legging em vez de jeans.

O segundo modelo é um jeans straight fit ou também conhecida como righ fit. Como o corte é reto, a calça não vai ficar justa na panturrilha e também não vai desenhar com precisão o formato das suas pernas.

postmasc-rightfit

 

tabela-calca-straight

 

 

O terceiro modelo é o relaxed fit, aquele clássico dos anos 1990: cintura alta e corte reto. Ao contrário do straight fit, que fica um pouco justo no joelho, o relaxed fit é bem largo e é o ideal se você tem as coxas mais grossas.

 

Fonte: MHM

 

31a487348f8392dd329e71c1e92a50a3

regras-terno-27

 

É muito importante saber como combinar as cores certas na hora de se vestir. Dominar combinações, além de te deixar bem vestido, também proporciona variedade e individualidade ao seu armário.

 

  • COMO DESCOBRIR E CRIAR SEU PRÓPRIO ESTILO

 Porém, muitos homens ainda não entendem direito como fazer combinações corretas e harmônicas. Para ajudar você a alcançar o seu estilo perfeito, nós selecionamos 18 das combinações de cores mais estilosas que funcionam em qualquer ocasião.

 

  • A HARMONIA PERFEITA ENTRE ESTAMPAS, TEXTURAS E CORES

 

combinacaocores

 

Os tons neutros e fechados combinam com texturas mais ásperas e com estampas quadriculadas. Como as da Burberry, por exemplo.

 

  • O LOOK CLÁSSICO: AZUL ESCURO E MARROM

 

combinacaocores2

 

Essa combinação de cores é infalível. Você também pode variar os tons de marrom, como mostramos na tabela de cores acima.

 

  • LOOK PROFISSIONAL

 

combinacaocores3

 

O contraste entre o azul claro e os tons de mostarda formam uma combinação perfeita para visuais mais profissionais.

 

  • UMA COMBINAÇÃO INCOMUM, MAS EFETIVA

 

combinacaocores4

 

A união entre o laranja e o azul marinho é uma combinação harmônica porque essas cores estão em pontos opostos do círculo cromático – já falamos sobre isso aqui.

 

  • CASUAL

 

combinacaocores5

 

A combinação do marrom com o vinho também fica bem equilibrada se você adicionar tons de azul marinho ao visual.

 

  • MAIS UM CLÁSSICO

 

combinacaocores6

 

O cinza, o bege e o azul claro formam uma combinação mais sóbria.

 

  • A CARA DO OUTONO/INVERNO

 

combinacaodecoresverde

 

O verde escuro e o marrom são cores ideais para qualquer ocasião.

 

  • PARA IMPRESSIONAR

 

combinacaocores8

 

Você pode não entender muito bem como isso funciona visualmente, mas com certeza sente a harmonia das cores ao olhar para a mistura do bege com tons de azul.

 

  • INUSITADA

 

combinacaocores9

 

Pode combinar o vermelho com o cinza sem medo!

 

  • SOBRIEDADE

 

combinacaocores10

 

As cores típicas do outono normalmente são tons mais quentes, como o vinho!

 

  • CORES NAS LISTRAS

 

combinacaocores11

 

Listras que combinam o vermelho e azul marinho, além de proporcionarem um visual mais elegante, também combinam bastante com tons de cinza e mostarda.

  • PARA SE DESTACAR

 

combinacaocores12

 

Um azul mais aberto e o bege te ajudam a se destacar na multidão.

 

  • CHAME ATENÇÃO NO BLAZER

 

combinacaocores13

 

Você pode fugir do básico usando um blazer ou um casaco vermelho mas, na hora de combinar as outras peças, opte por tons de marrom, bege e cinza.

  • CORES ABERTAS

 

combinacaocores14

 

Um tom mais claro de mostarda combina perfeitamente com cinza e laranja.

 

  • COMBINAÇÃO ORIGINAL

 

combinacaocores15

 

O azul marinho e o laranja são tons contrastantes e dialogam muito bem entre si, mas você também pode adicionar marrom, verde escuro e cinza na composição.

 

  • MAIS LARANJA

 

combinacaocores16

 

Mais uma opção de combinação entre laranja e azul marinho.

 

  • CORES ESCURAS

 

combinacaocores17

 

Uma combinação estilosa em tons mais escuros para você chamar a atenção pela neutralidade.

 

  • EXTREMAMENTE CASUAL

 

combinacaocores18

 

O Daniel Creig é ícone de estilo e sempre está bem vestido. Acima, ele trabalhou vários tons de azul e a única cor diferente foi a do sapato.

 

Fonte: MHM

 

 

denim-jeans-manufacturer-jeansmanufacturerbd

Catálogo BASE - Ring Road-page-015

O jeans era utilizado pelos mineradores devido a sua grande resistência para condições de trabalho. Nos anos 50, o tecido foi usado nas calças, que ganharam destaques em filmes da época e na música. Desde então surgiram diferentes modelagens e tipos de lavagens do jeans, de uniformes a peças populares e de luxo. Reinventando-se a cada estação nas coleções apresentadas pelas grifes. Os diferentes beneficiamentos pelos quais as peças passam durante o processo de confecção agregam valor ao produto final e podem dar um acabamento mais sofisticado à peça. Algumas roupas passam por dois ou três processos de beneficiamento diferentes para que fiquem com o resultado final esperado.

foto-1

Beneficiamentos
Nesta etapa, as peças passam por um ou diferentes tipos de lavagens do jeans – algumas utilizam temperaturas altíssimas – e/ou outros tipos de acabamentos. Aqui estão algumas delas:

  • Jeans Destroyed

É um tipo de lavagem realizada com produtos químicos corrosivos, deixando rasgões nas peças e buscando evidenciar o contraste do azul dos fios de urdume com o branco da trama.

  • Estonado

É uma lavagem realizada com pedras vulcânicas, leve e porosa (ex. a pedra pomes), causando no tecido ranhuras desiguais quando batidas na máquina de lavagem industrial.

  • Dust wash

É uma lavagem realizada em tecido estonado que recebe corantes acinzentados. Indicado para peças prontas.

  • Stonewashed

Solução descolorante.

  • Stone color

Retingimento do produto depois do Stone-washed em cor diferente.

  • Old Stone color

É uma nova lavagem com pedra sobre o produto retingido.

  • Bleached

É uma lavagem bem clara, feita antes da confecção da peça de vestuário, realizada com alvejantes e enzimas químicas que levam ao desbotamento integral e uniforme do jeans.

  • Délavé

É o desbotamento semelhante ao bleached, porém realizado após a roupa ter sido confeccionada.

  • Light used

Tipo de lavagem realizada com alvejantes químicos de alta densidade, provocando efeitos de desgaste e envelhecimento em jeans claros.

  •  Medium distressed

É um tipo de lavagem realizada em jeans escuro com amaciamento prévio, sendo que o tecido é lixado depois manualmente.

  • Coated

Cobertura com resina e pigmento.

  • Metalizados

Pigmento cor prata ou cor ouro.

  • Gold wash

Lavagem realizada em jeans que tenha uma base estonada média com sobretinta cáqui, dando efeito de envelhecimento. Indicado para a peça pronta.

  • Crumple

Amarrotados localizados.

  • Overdyed ou overdie

Sobretingimentos com múltiplos recursos e tonalidades diferentes de corantes, criando efeitos de sujeiras.

  • Dirty

Aspecto de sujeira, que pode ser esverdeada, violetada ou amarelada.

  • Mustache ou bigode

Desgaste frontal.

  • Printed ou hard printed

Pincelado com mensagens.

  • Sprayed

Grafite surrado com as cores de arco-íris.

  • Spotty

Manchados com pincéis ou jatos de tinta.

  • Vintage

Usados, puídos.

  • Reservas

Estampas com corrosão com decorantes com motivos.

  • Fire wash

Lavagem realizada em jeans escuro (índigo ou preto) com corantes vermelhos que produzem tons próximos aos do fogo ou aos de terras barrentas. O efeito obtém melhores resultados com peças já confeccionadas.

  • Mud wash

Lavagem realizada em jeans escuro (índigo ou preto) com sobretinta verde, algumas vezes produzindo efeito de camuflado.

  • Pre-washed

É uma lavagem realizada com a finalidade de amaciar o tecido, por meio de enzimas amaciantes de silicone. Sem acabar com a solidez do índigo, esta lavagem torna o produto agradável ao toque e uso. Não muda o tom do tecido.

  • Second hand

É uma lavagem realizada com pedras que proporcionam aspecto de roupa usada na peça, como se fosse de brechó, isto é, de “segunda mão”.

  • Snow wash

É uma lavagem realizada com respingos aleatórios de material químico corrosivo, que embranquece a peça pronta como se fossem flocos de neve.

  • Soft rigid

É uma lavagem realizada em tecido virgem, visando um leve amaciamento.

 

Fonte: Sigbol

 

42d94ed68ab10ac34198e21cb1ed9b04

Elas são caras (normalmente, bem caras) e exigem um cuidado especial.

Você, por exemplo, não pode simplesmente jogar uma jaqueta de couro na máquina de lavar. Para limpar o couro e manter a jaqueta bonita por mais tempo, é preciso seguir algumas dicas bem restritas!

Leia as instruções

 


shutterstock_65847073-700x400

 

Sabe aquela etiqueta que muita gente corta fora assim que compra uma roupa nova? Então, antes de jogá-la no lixo, dê uma lida nas instruções.

Cada peça pede uma lavagem diferente e um método de secagem também. Na etiqueta, normalmente está descrito a temperatura ideal para a lavagem da jaqueta e quais produtos podem ser utilizados.

Então, siga as regras.

Limpeza parcial

 

shutterstock_191479748-700x400

 

Antes de sair jogando qualquer produto da lavandeira em cima da sua jaqueta, faça uma limpeza rápida nela.

Com um pedaço de pano ou lenço molhado, remova as sujeiras visíveis. Muitas vezes, é tudo o que a sua jaqueta precisa para ser limpa. Mas, se ela continuar suja depois do processo, tudo bem.

A limpeza com o pano molhado é apenas para tirar o excesso, afinal, a maioria das sujeiras é lama ou pó, por exemplo, e esses resíduos saem facilmente com uma boa esfregada. Mas, fique atento: se a mancha for clara ou se for de algum condimento, não esfregue com força porque isso pode danificar a jaqueta.

 

Compre um spray removedor de manchas para couro

jaquetacouro3

 

Você gastou dinheiro em uma jaqueta de couro? Então, se preocupe em cuidar dela direito. Um limpador de couro que não é à base de água pode remover algumas manchas e nem é tão caro assim. Depois de borrifar o produto, esfregue com cuidado a mancha usando um pano macio.

Quando for comprar o spray, dê uma lida na embalagem para ver quais manchas ele consegue remover. Na hora da limpeza, evite os panos ou esponjas ásperas que possam arranhar o tecido.

 

Limpando com sabão líquido

 

jaquetacouro2

 

Você não pode jogar sua jaqueta na máquina de lavar, mas pode usar sabão líquido suave e água morna para limpá-la.

Nossa recomendação é que você use sabão líquido de castella, pois ele não contém substâncias agressivas para o couro. Molhe a mancha com água e algumas gotas de sabão, esfregue com cuidado e com movimentos circulares até perceber que elas saíram e, depois, deixe a jaqueta secar naturalmente.

 

Azeite de oliva

 

jaquetacouro

 

Como o couro é uma pele, você pode usar azeite de oliva ou outros óleos vegetais para limpar o tecido. Esse método, inclusive, ajuda a conservar o couro pois é bem hidratante.

O processo é simples: umedeça um pano limpo e macio (sempre) com azeite de oliva. Pode abusar na quantidade! Depois, esfregue o pano sobre as manchas até a marca sair. Antes do tecido secar, coloque um pouco de vinagre em outro pedaço de pano e esfregue o mesmo local. Deixe secar.

Se você quiser, pode misturar vinagre branco e azeite de oliva depois, em um outro pedaço de pano, e esfregar para condicionar o couro. Para finalizar o processo, lustre a jaqueta com um pano limpo!

Dicas importantes

shutterstock_439717054-700x400

 

  • Para ver se a jaqueta é lavável, coloque um pouco de água em um ponto específico da jaqueta. Se o couro não absorver, você pode lavá-lo sem medo. Mas, se ele puxar a água, o ideal é limpar a jaqueta apenas com um pano úmido.
  • Nunca esfregue a jaqueta com força.
  •  Lavagem a seco pode ser uma excelente opção para jaquetas mais caras – e se você achar que é muito desastrado. Ela pode ser cara, mas você não vai precisar lavar a sua jaqueta muitas vezes ao longo do ano.

 

Fonte: Manual do Homem Moderno

Calças jeans são peças obrigatórias no guarda-roupas de qualquer homem e cada vez mais, tem se tornado parte das tendências do mundo da moda, por conta de sua versatilidade, praticidade e estilo.

WhatsApp-Image-20160618 (1)

denim-jeans-manufacturer-jeansmanufacturerbd

 

Como vimos em nossa última matéria sobre a História do jeans da semana passada, enquanto fabricantes adeptos de métodos antigos de acabamento permaneceram com seus processos de fabricação em sigilo; as marcas praticantes dos processos eco-friendly abriram seus processos em campanhas de marketing como forma de atribuir maior valor agregado aos seus produtos. Neste novo cenário, onde sustentabilidade passou a representar oportunidade de negócio, também tivemos outros desdobramentos. O mais notável, sem dúvida, foi a expansão da idéia de tecnologia de ponta e desempenho para além do conceito de sustentabilidade. A indústria do jeans passou a vislumbrar em suas próprias evoluções, suas principais estratégias para conquistar mais espaço no mercado e construir novos argumentos comerciais. Hoje a epidemia da busca pelo pela otimização inclui todas as dimensões da indústria denim: desde a matéria-prima até o acabamento, passando pelo toque, ergonomia da modelagem, até a idéia de conveniência e cuidados pessoais. Adentramos na era do jeans multifuncional.

Se o jeans dividia o espaço no guarda-roupa global com o moletom em termos de conforto; hoje ele também pode apresentar experiência, construção e visual de moletom: idéia explorada pela primeira vez pela marca Diesel, através do lançamento da linha Jogg Jeans. Se ele é básico, tão básico quanto uma segunda pele, então ele acumula funções de rotina, como a própria hidratação da pele, ou mesmo o efeito terapêutico do tratamento da celulite. Assim, em 2012 assistimos ao lançamento de calças jeans contendo microcápsulas hidratantes de jojoba e aloe vera no tecido pela icônica Wrangler. Logo depois, adentrou no mercado o cobiçado produto beauty denim®, o qual detém no currículo o fio emana®, patenteado pela Rhodia, capaz de absorver a temperatura do corpo e devolver na forma de raios infravermelhos longos, melhorando a circulação e combatendo a celulite. Um ano depois, a fabricante de tecidos Paquistanesa Soorty lançaria no mercado uma versão “temperamental” para o denim, através do produto “Alive”, capaz de mudar de cor de acordo com a temperatura do corpo. 

Em 2013, novos avanços passaram a integrar o parque tecnológico do beneficiamentos do denim, com a inclusão do equipamento E-Soft pela Jeanologia. O recorde na redução do percentual de água utilizado desta vez chegou aos 98%, mérito do amaciamento por nanobolhas, novidade desta vez, extensível a outros tecidos como malhas, tricôs e underwear. Novamente temos novas tecnologias mais viáveis impulsionando uma tendência – pois nesse ponto, o diálogo do jeans com as malhas ganha força, e o segmento passa a competir e roubar o espaço antes ocupado apenas pelos moletons e calças legging, do guarda-roupa global. Porém de todas as tecnologias de ponta que vem elevando a importância do nosso segmento, as versões mais rebuscadas do elastano sem dúvida figuram como as mais certeiras em termos de conquista para o consumidor. E será ele, o tópico da nossa próxima publicação, até lá!

Fonte: Blog Masculino

A camisa jeans é daquelas peças que entram e saem do armário masculino constantemente. Mas, não tem como negar que são uma alternativa simples e incrível para diversos estilos diferentes.

O jeans é um dos materiais mais comuns em nossas roupas, seja na camisa, bermuda, calça, shorts e, até mesmo, calçados. Mas tem algo na camisa jeans masculina que dá um charme especial. Se você ainda não tem uma dessas em seu armário, está na hora de investir na camisa jeans!

Camisa Jeans - Dudalina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma das coisas que mais encantam é que ela pode combinar com vários estilos diferentes. Desde um visual casual com blazer, calça etc. até um passeio pela orla da praia com shorts. Seja nos dias frios ou quentes, ela vai combinar!

Usar a camisa jeans com blazer ou em um visual mais esporte fino, casual, dá um charme especial no estilo. O visual fica bem moderno e elegante. É uma escolha interessante para os homens jovens que querem construir um efeito diferente.

A dica anterior é uma escolha interessante para trabalhar ou para eventos que não são tão formais, como os que exigem traje esporte fino, mas que seja descolado! Nesses casos, uma gravata, com a camisa por dentro da calça, pode ajudar bastante.

E com calça jeans, pode usar? Claro que pode! Essa combinação é um pouco mais difícil, mas interessante. Ela cria um visual bem casual e ajuda na postura do homem. Não se esqueça de colocar um calçado que seja bem casual, como as botas masculinas!

Uma das principais dicas para usar com calça jeans é escolher lavagens diferentes. Isso deixa muito mais fácil de combinar. Quando as lavagens do jeans são muito próximas, pode ficar parecendo um macacão, o que não orna legal em muitos homens. Então, tente usar tons diferentes.

Uma dica interessante para combinar a camisa jeans é escolher as calças de sarja, chino e outros materiais parecidos, mas as muito claras não são aconselhadas para os homens baixinhos. Elas podem achatar um pouco e deixar ainda mais baixo. Então, escolha calças mais fortes ou escuras neste caso.

Agora, se a escolha for por bermudas coloridas, fique à vontade. As mais claras também entram na lista pra qualquer homem. Elas não têm esse mesmo efeito que as calças. No caso das bermudas jeans, a dica da calça prevalece.

Nas primeiras vezes, a melhor opção é usar a camisa jeans sozinha. Mas, com o tempo, você também pode experimentar sobreposições. Não importa se a camiseta de baixo seja lisa ou estampada, o visual combina muito bem. O segredo está em combinar bem o jeans com a parte de baixo, mas você não terá problemas com as dicas anteriores.

Na escolha do sapato também não tem muito segredo. A camisa jeans constrói um visual casual, por isso combina bem com boa parte dos estilos. A dica é pegar algo que complete o visual que começou com a calça ou shorts. Botas, sapatênis, alpargatas etc. combinam muito bem.

Fonte: Blog Masculino